IQ

Filiação: GSG9

IQ

Arsenal

AUG A2

AUG A2

Rifle de Assalto

Primária
G8A1

G8A1

Metralhadora Leve

Primária
552 Commando

552 Commando

Rifle de Assalto

Primária
P12

P12

Arma Curta

Secundária
Carga de Demolição

Carga de Demolição

Carga implantável capaz de explodir paredes, pisos e barricadas.

Especialização
Claymore

Claymore

Mina antipessoal.

Especialização

Habilidades

Espectro

Detector De Eletrônicos MKIII "Espectro" Vermelho

Sensor do tamanho de um telefone celular montado no pulso, capaz de detectar aparelhos e equipamentos eletrônicos dentro de seu alcance.

Biografia

Bandeira da Alemanha
Bandeira da Alemanha
Nome: Monika Weiss
Data de Nascimento: 1 de agosto de 1979
Local de Nascimento: Leipzig
Altura: 1,75 cm
Peso: 70 kg

“A vida é a maior máquina de Rube Goldberg.”

A mãe de Weiss é uma renovada matemática e seu pai é um inventor cujos elevados padrões acadêmicos motivaram Weiss e seus irmãos a vencerem inúmeros prêmios de matemática, ciência e música ao longo dos anos escolares. Prosperando em um programa, Weiss pôde concluir seu primeiro estágio em uma empresa local de tecnologia aos dezesseis anos. Ela foi convidada pelo MIT, onde se dedicou à engenharia elétrica e foi bastante elogiada por sua pesquisa em Microeletrônica. Em seguida, Weiss entrou na CalTech para uma graduação em engenharia elétrica experimental. Ela voltou à Alemanha para trabalhar em pesquisas de engenharia militar antes de virar agente da Bundespolizei (BPOL). Weiss foi atraída pelos desafios físicos e mentais do trabalho e logo avançou as patentes. Depois de dois anos com a BPOL, ela foi recrutada pela GSG 9.

Laudo Psicológico

A Agente Monika “IQ“ Weiss é ativa tanto física quanto intelectualmente. Quando consegue se afastar do alpinismo, espeleologia e uma infinidade de outros esportes, ela escreve ficção científica. Durante nosso encontro, Weiss exalou tanta vitalidade natural que senti a mesma adrenalina que lembro ter sentido quando corri minha primeira maratona. […]

Weiss diz que ela e seus irmãos são exímios competidores e brinca que até ela se cansa nas reuniões familiares. É visível que estes são importantes para ela, que me confessou não ter amigos próximos, já que somente a família a compreende.

Não é incomum que pessoas com inteligência excepcional se sintam desconfortáveis ao se socializar. É claro que não tenho interesse em forçar Weiss a fazer novos amigos – este não é meu papel, e nem o dela –, mas acho que seria bom para ela ensinar aos outros Agentes algo além dos exercícios e das pesquisas de sempre. […]

Os pais de Weiss encorajavam ela e os irmãos a expandir a imaginação tanto quanto o intelecto. Ela descreveu sua mãe como “alguém loucamente obcecada por encontrar padrões no caos.” O pai era do tipo que lançava foguetes experimentais da garagem de casa. Não é de se surpreender que Weiss tenha herdado o talento combinado para perturbação focada. […]

Weiss era disputada por empresas e universidades de todo o globo, mas optou pela aplicação da lei. Isso me fascinou. Ela disse que seria uma oportunidade para trabalhar com equipamentos de ponta e expressar o amor pelo seu país, tudo ao mesmo tempo. Apontei uma terceira razão: pesquisa acadêmica pode ser gratificante, mas no geral é altamente focada e estruturada, deixando pouco espaço para a abordagem criativa que Weiss naturalmente possui e que nossas operações encorajam. […]

Relatórios de campo demonstram que Weiss pode se tornar obsessiva ao enfrentar desafios. Ao mesmo tempo, ela sofre de crises de insônia. Suspeito que estas sejam devido ao fato de Weiss simplesmente não querer “abrir mão do dia”. Se ela quiser ser de bom uso para a Rainbow, é importante que aprenda quando e onde abrir mão de algo.

— Dr. Harishva “Harry” Pandey, Diretor da Rainbow