Thatcher

Filiação: SAS

Thatcher

Arsenal

AR33

AR33

Rifle de Assalto

Primária
M590A1

M590A1

Espingarda

Primária
L85A2

L85A2

Rifle de Assalto

Primária
P226 Mk 25

P226 Mk 25

Arma Curta

Secundária
Carga de Demolição

Carga de Demolição

Carga implantável capaz de explodir paredes, pisos e barricadas.

Especialização
Claymore

Claymore

Mina antipessoal.

Especialização

Habilidades

Granada EG MKO-EMP

Granada EG MKO-EMP

Granada de pulso eletromagnético jogável capaz de destruir a maioria dos eletrônicos hostis em um raio curto, mesmo através das paredes. Desabilitando câmeras hostis por 10 segundos.

Biografia

Bandeira da Inglaterra
Bandeira da Inglaterra
Nome: Mike Baker
Data de Nascimento: 22 de junho de 1961
Local de Nascimento: Bideford
Altura: 1,80 cm
Peso: 72 kg

“O que se pode sentir e o que se pode tocar: essas são as únicas coisas reais. Todo o resto é só distração.”

Baker vem de uma longa linhagem de estivadores e soldados. Aos 18 anos, ele se alistou no serviço militar apesar da pressão da família para seguir sua tradição e atuar como estivador. Imediatamente designado para lidar com conflitos de alto teor político, o desempenho de Baker foi exemplar. Um treinamento adicional e um novo conflito lhe renderam uma Cruz de Voo Distinto e uma Cruz de Bravura Notável. Seu senso de observação apurado e sua conduta decisiva, bem como suas técnicas de combate em situações de proximidade o tornaram indispensável na proteção de figuras públicas proeminentes.

Com ampla experiência de campo e proficiência em táticas da SAS, Baker é vital para qualquer operação da Rainbow. Ele se profissionalizou ainda mais com medidas protetivas e contramedidas eletrônicas, além de trabalhar frequentemente com engenheiros para aprimorar o equipamento. Como Chefe-ajudante de Classe 1 (Sargento-mor Regimental), Baker atua como um mentor respeitado e eficiente para novos recrutas. Baker mantém seu treino de agilidade, pratica rapel incessantemente e vem quebrando uma série de recordes de montanhismo.

Laudo Psicológico

Ciente do cinismo do Especialista Mike “Thatcher” Baker com relação a assuntos burocráticos, não me surpreendeu sua relutância em me encontrar. Eu precisei de uma abordagem diferente. Baker mora a bordo do Iron Maggie, um barco ancorado que ele conserta no tempo livre. É o “plano de aposentadoria” dele. Suspeito que ele se mudou temporariamente quando sua esposa se divorciou dele, mas agora ele não conhece nenhum outro lar civil. […]

Baker tem uma ficha de serviço militar notável. Ele é respeitado e, em alguns casos, tratado como ídolo pelos seus pupilos. Quando ele me deu as boas-vindas ao seu lar, notei porque o descrevem como alguém “com os pés no chão”. Há mais sobre a aspereza do Baker, que se mostra prático – é preciso algum esforço para que ele confie em mim. […]

Criado em uma cidade costeira, Baker tem uma relação íntima com a água. Passamos nossa reunião inteira no convés desse barco, diante do mar gélido. Como uma pessoa sem talentos manuais (fazer um avião de papel quando criança o meu auge nesse quesito), eu queria saber o que Baker gosta sobre construir barcos e realizar trabalhos manuais. Ele me contou que, além de gostar da precisão requerida no trabalho, ele gosta de modelar a madeira para produzir algo que tenha uma finalidade. Sugeri que é assim que pensa um recrutador em sua atividade. Ele respondeu que não se importa com o “porquê” das coisas que nós, seres “específicos” fazemos. […]

O Agente Seamus “Sledge” Cowden é um dos poucos amigos próximos dele. A tolerância de Thatcher com o Especialista Mark “Mute” Chandar me surpreendeu, já que Thatcher costuma ser impaciente com a fanfarronice dos jovens. Quando perguntado sobre isso, Thatcher disse: “Mute é um garoto esperto.” Ele soou quase invejoso. Me pergunto se Mute é o reflexo de alguém que Thatcher gostaria de ter sido. […]

Baker não chega a ser um ludita, mas tem uma certa aversão à tecnologia. Para ele, ela é nada mais do que uma ferramenta, assim como uma marreta ou chave de fenda. A ideia de que as pessoas a utilizam como uma muleta é que o irrita. Sugeri que ele passasse um tempo no laboratório de engenharia com os especialistas Masaru “Echo” Enatsu e Emmanuelle “Twitch” Pichon. Eles têm muito a ensinar uns aos outros.

— Dr. Harishva “Harry” Pandey, Diretor da Rainbow