Echo

Filiação: SAT

Echo

Arsenal

MP5SD

MP5SD

Rifle de Assalto

Primária
P229​

P229

Arma Curta

Secundária
Supernova

Supernova

Espingarda

Primária
Bearing 9

Bearing 9

Pistola-Metralhadora

Secundária
Granada de Impacto

Granada de Impacto

Granada que explode com o impacto.

Especialização
Escudo Implantável

Escudo Implantável

Escudo Balístico

Especialização

Habilidades

Yokai

Yokai (veículo flutuante não tripulado)

Conhecido como um prodígio da robótica, Masaru Enatsu cresceu na cidade de Suginami, Tóquio, lar de vários estúdios de animação e empresas de tecnologia. Com vontade de testar seus dispositivos em campo, ele entrou para a Academia de Polícia Nacional. Perito em operações de reconhecimento, foi recrutado pela Unidade Especial da Polícia Metropolitana de Tóquio antes de se transferir para a Polícia de Aichi.

Biografia

Bandeira do Japão
Bandeira do Japão
Nome: Masaru Enatsu
Data de Nascimento: 31 de outubro de 1980
Local de Nascimento: Suginami
Altura: 1,80 cm
Peso: 72 kg

“Não me pergunte o que eu tô fazendo no meu celular. Você não quer saber”.

Enatsu cresceu em Suginami, Tóquio. Fascinado por robótica desde criança, ele desenvolveu e programou drones aéreos e terrestres com os quais venceu diversas competições. Após estudar Engenharia Elétrica e Eletrônica na Universidade Metropolitana de Tóquio, Enatsu foi estimulado a entrar para a Secretaria de Segurança da Agência Nacional de Polícia, onde trabalhou incansavelmente em seu laboratório de pesquisa e desenvolvimento. Treinado em contraterrorismo e coleta de informações, Enatsu passou a desenvolver tecnologias específicas que seriam úteis à Secretaria. Treinos conjuntos depois da situação com reféns em Nagoya proporcionaram a Enatsu uma transferência para a Unidade Especial do Departamento de Polícia Municipal de Aichi, onde seu foco ímpar o permitiu encontrar soluções criativas e estratégias alternativas. Posteriormente, ele retornou a Tóquio e demonstrou técnicas excepcionais em coleta de informações, além de uma metodologia rápida e imprevisível que chamou a atenção da Rainbow.

Laudo Psicológico

Dizer que o arquivo do especialista Masaru “Echo” Enatsu tem algumas marcações quanto à conduta dele é atenuar demais. Antes da nossa primeira sessão juntos, eu já tinha me encontrado com todos os membros da Rainbow – alguns mais de uma vez. Então, quando a conversa com o Enatsu começou com ele admitindo que vinha me evitando, eu sabia que a gente ia se dar bem.

Muitas vezes eu não leio o arquivo antes da conversa para dar à pessoa uma chance de me contar quem é em suas próprias palavras. Nesse caso, foi importante saber o que as pessoas pensam por que Enatsu estava esperando a minha reação. …

Suponho que ele não seja próximo da sua família. Ele falou brincando que uma calculadora tem mais emoções que os pais deles. A criação dele gerou resistência ao trabalho em grupos, porque uma dinâmica amigável e mutuamente benéfica é algo novo para ele. Espero que o tempo dele na Rainbow o ajude, mas o desejo dele de explorar a “IA” dos outros agentes com provocações é algo que deve ser abordado de dentro do grupo. …

As táticas do Enatsu vêm sendo descritas como complicadas e imprevisíveis. Isso pode funcionar como uma estratégia forte para a equipe, mas exige comunicação. … Eu também encorajaria a equipe a pensar em como aproveitar o potencial do Enatsu. Alguns agentes já presumem que vão ter problemas com ele antes mesmo de começarem, o que leva a ter resultados previsíveis. …

As especialistas Yumiko “Hibana” Imagawa e Grace “Dokkaebi” Nam trabalham com o Enatsu em P&D frequentemente. Também percebi que ele desenvolveu uma sintonia com a especialista Tainá “Caveira” Pereira. Suspeito que ele aprecie a franqueza dela, já que isso vai de acordo com a própria presunção dele de que as pessoas que se ofendem simplesmente “não entendem a piada”. …

Enatsu se frustra com facilidade. Ele tem poucos interesses externos e consequentemente só pensa em aprimorar sua eficiência operacional. É importante que reconheça que todo mundo precisa de uma distração – os que têm trabalhos estressantes precisam ainda mais. “Desligar” de vez em quando não é sinal de fraqueza, mesmo que ele tenha sido condicionado a acreditar que uma mente tranquila é indicação de falta de inteligência.

— Dr. Harishva “Harry” Pandey, Diretor da Rainbow