Wamai

Filiação: NIGHTHAVEN

Wamai

Arsenal

AUG A2

AUG A2

Rifle de Assalto

Primária
D 40

D-40

Arma Curta

Secundária
MP5K

MP5K

Submetralhadora

Primária
P12

P12

Arma Curta

Secundária
Alarme de Proximidade

Alarme de Proximidade

Alarme implantável capaz de detectar inimigos próximos.

Especialização
Granada de Impacto

Granada de Impacto

Granada que explode com o impacto.

Especialização

Habilidades

Sistema Mag-Net​

Sistema MAG-NET

Lança um gadget aderente que atrai e captura um projétil inimigo e, em seguida, se autodestrói para detoná-lo.

Bandeira Quênia
Bandeira Quênia
Nome: Ngũgĩ Muchoki Furaha
Data de Nascimento: 1 de junho de 1991
Local de Nascimento: Lamu
Altura: 1,87 cm
Peso: 83 kg

Nascido em uma família de pescadores na costa do Quênia, Furaha passou sua infância caçando tubarões e coletando tesouros perdidos no fundo do oceano do arquipélago de Lamu. Logo ficou claro que ele era capaz de ficar debaixo d’água por muito mais tempo do que seus pares, e a exploração médica revelou uma fisiologia anormal que contribuiu para a crença de Furaha de que ele “não era daqui”. Quando surgiu a oportunidade de ingressar na Marinha do Quênia e, mais tarde, na Unidade de Barcos Especiais do Quênia, ele colocou suas habilidades em bom uso. Ele rapidamente chamou a atenção dos generais da Marinha, bem como da comunidade científica mundial, por seus prolíficos e frequentes mergulhos livres recordes. Mais tarde, ele fez a transição para NIGHTHAVEN, atraído pela promessa de mais tempo ocioso e um barco privado para levá-lo até onde seu próximo local de mergulho poderia ser.

Falar com o especialista Ngũgĩ Muchoki “Wamai” Furaha é como falar embaixo d’água. Palavras são trocadas, mas não é certo que o significado se segue. [ …] Surpreendentemente, sinto-me revigorado por nossas trocas. Existe uma pureza que vem com a associação livre, com a capacidade de pular de um conceito abstrato para outro. Furaha também sente quando outras pessoas tendem a se perder – nos momentos em que me vejo mais sem âncora, seu rápido sorriso e mudança de assunto me asseguram de que não fomos além de todo pensamento humano, para nunca mais voltar. [ …] Isso me faz questionar se eu deveria ser mais flexível em meus processos de pensamento, seguido rapidamente por me perguntar, se eu fosse, quem eu seria. [ …]

As questões existenciais levantadas por alguém que passa seu tempo livre anóxico não são aquelas que nos perguntamos com frequência. E, talvez privado da sensibilidade particular de Furaha a esses tópicos, não tenho certeza se vejo valor neles. Sua abordagem incomum resulta em estratégias completamente estranhas. A capacidade de Furaha de conceituar o espaço 3D não apenas na horizontal, mas na vertical é algo que só vi no mais obsessivo dos pilotos. No entanto, sua dimensão interna está surpreendentemente ausente. [ …]

Certa vez, conversei com um monge renomado que passou sua vida em busca do “zero completo”. Nele, vi a mesma profundidade de ser que vejo agora em Furaha, mas onde a espiritualidade de muitas pessoas serve para sustentar aquelas partes de sua personalidade que mais admiram, a delas é o inverso. A vida de Furaha está a serviço de sua espiritualidade. Anoxia é parte de seu vício. [ …]

Em todas as minhas consultas, busco a neutralidade. Furaha é um operador talentoso, capaz, inteligente e imprevisível. Sua capacidade de colocar uma sala à vontade é inestimável. No entanto, nunca se tem a sensação de que eles mantêm toda a imagem dele em suas mentes. Como o nitrogênio que deve se dispersar de volta para o corpo do mergulhador antes de ressurgir, a verdadeira natureza de Furaha é difusa. Defini-lo seria limitá-lo, e tenho a nítida sensação de que não há nada que ele desprezaria mais.

– Dr. Harishva “Harry” Pandey, Diretor do Rainbow