Troll

Conspiradores Místicos

Troll
Brasão Troll

Habilidades

Berserk

Berserk

Trolls podem entrar em frenesi e recebem um aumento temporário de Aceleração.

Habilidade
Ginga Vudu

Ginga Vudu

Graças a sua impressionante rapidez, os trolls são menos afetados por efeitos que alteram movimentos do que outras raças.

Habilidade
Regeneração

Regeneração

Os trolls possuem um poder de cura natural que constantemente reabastece os seus pontos de vida.

Habilidade
Matança de Feras

Matança de Feras

Trolls caçam com precisão ímpar e ganham experiência adicional ao matar feras.

Habilidade

Historia

Sob a liderança do sábio Sen’jin, os trolls Lançanegra deixaram os preconceitos de lado e lutaram com bravura ao lado da Horda para derrotar o grupo de humanos que avançava sobre a selvática ilha. Entretanto, os Lançanegra logo foram expulsos do lar por um grupo de murlocs enlouquecidos, decididos a agradar um misterioso bruxo do mar. Em meio ao caos, Sen’jin pereceu.

Thrall acolheu os Lançanegra entre as fileiras da Horda e lhes deu um novo lar junto à costa de Durotar, as Ilhas do Eco. Contudo, uma vez mais o infortúnio se fez presente: o mandingueiro Zalazane traiu o próprio povo e os escravizou, tomando-os como servos descerebrados e forçando-os a lutar por suas ilhas. Após a vitória da Horda sobre o Lich Rei em Nortúndria, Vol’jin aliou-se aos ancestrais loas, os poderosos espíritos idolatrados pelos trolls, e emergiu vitorioso nas Ilhas do Eco.

Quando o arrogante Garrosh foi nomeado chefe guerreiro e desdenhou abertamente dos Lançanegra, muitos trolls desiludidos deixaram Orgrimmar, a capital da Horda. As traições e os crimes de Garrosh contra as outras raças da Horda culminaram na deposição pelas mãos de Thrall, que elegeu Vol’jin como novo chefe guerreiro.

A liderança de Vol’jin na posição de chefe guerreiro foi marcada por conflitos. Após a deposição de Garrosh, o traiçoeiro orc conspirou com um membro renegado da Revoada Dragônica Bronze para abrir um portal para Draenor, onde ajudou a recém-formada Horda de Ferro a executar um ataque contra Azeroth. Vol’jin liderou os Lançanegra e a Horda numa campanha além do Portal Negro, dando fim à ameaça.

Sem que soubessem, o bruxo Gul’dan fugiu para Azeroth, decidido a abrir a tumba ancestral de Sargeras a fim de permitir que a Legião Ardente invadisse Azeroth. Na batalha brutal pela Costa Partida, Vol’jin sofreu um ferimento fatal. Mesmo celebrado como herói, a perda causou um grande impacto nos Lançanegra. Desde a morte de Vol’jin, a merecida posição dos trolls entre a Horda se sedimentou significativamente, e eles estão dispostos a enfrentar qualquer um que a ameace.

Local de início

Ilhas do Eco

As Ilhas do Eco são um pequeno arquipélago tropical localizado nas cercanias da árida costa de Durotar. Além de servir de lar aos trolls Lançanegra, a região está apinhada de raptores, tigres e outros perigosos predadores. A vida selvagem hostil, entretanto, é a menor das preocupações da tribo. Apesar de os Lançanegra terem libertado as Ilhas do Eco do jugo de Zalazane, um misterioso bruxo do mar surgiu recentemente e começou a usar sua feitiçaria negra para destruir os trolls. Além disso, as nagas tomaram territórios ao norte da Ilha Lançanegra, a sede do poder da tribo. Tendo passado grande parte de sua história como exilados, os Lançanegra estão prontos para fazer qualquer sacrifício para proteger seu lar. Uma nova geração de Trolls destemidos está sendo treinada na Ilha Lançanegra, pronta para dar a vida pelo futuro da tribo.

Capital

Ilha Lançanegra

Após a derrota do traiçoeiro mandingueiro Zalazane, a tribo Lançanegra se empenhou incessantemente em fortificar seu lar na Ilha Lançanegra. Coberta com uma rede de cabanas e pontes, a ilha selvagem se tornou símbolo da glória da tribo, ainda que os tempos sejam de incerteza para os trolls, devido à perda inesperada de Vol’jin, seu líder. De toda forma, a tribo Lançanegra jurou permanecer firme e enfrentar qualquer desafio que surja em seu caminho.

Líder

Nenhum

Por anos, os trolls Lançanegra contaram com a liderança do sábio Vol’jin. Encabeçados por ele, eles foram capazes de superar crises e desafios que, em outras condições, os teriam desunido. Quando a Legião Ardente invadiu Azeroth, Vol’jin lutou nas linhas de frente lado a lado com os Lançanegra. Em meio à batalha, ele foi gravemente ferido, e logo seu espírito cruzou para o reino do além. Apesar de sua morte trágica na fatídica batalha pela Costa Partida ter abalado profundamente a sociedade Lançanegra, os trolls da tribo permanecem tão comprometidos com a causa da Horda quanto sempre foram.

Montaria Racial

Raptor

A ferocidade dos raptores de Kalimdor fascinou os trolls Lançanegra, desde sua chegada as Ilhas dos Ecos anos atrás. A tribo considera o raptor a mais pura personificação da essência do caçador e, como tal, um réptil domesticado é apreciado como montaria. Habilidosos cavaleiros Lançanegra até mesmo foram reconhecidos por utilizar a selvageria dos raptores a seu favor. A posse desses predadores também é um dos mais auspiciosos sinais de status entre os trolls; muitos já morreram tentando subjugar esses velozes e mortais raptores pois controlar um é sinal de grande habilidade.